Buscar
  • Nebu

É sempre bom voltar pra gente!

Oi sumidos… ainda lembram de mim? 🤣 Espero que sim, pois eu tô voltando, hein! Brincadeiras a parte, chega aqui pertinho, separa uns 5 minutos pra viajar comigo? Ajeita a coluna, inspire fundo e solte todo o ar… também solta esse maxilar e solta um sorrisinho aí pra gente começar 🌬


Hoje eu vou falar sobre algo muito importante por aqui: se sentir vivo.

Pra quem me conhece de pertinho, sabe que a Nebu nunca foi minha fonte primária de renda, aqui sempre foi meu laboratório e refúgio: onde eu coloco em prática tudo que aprendo de forma autodidata por aí… Até que um dado momento essa experiência começou a perder o sentido, isso muito relacionado a dois pontos: 1. a Nebu se tornou minha fonte primária de renda e 2. comecei a me relacionar com a presença digital de uma forma muito tóxica, vocês sabem bem como o Instagram e suas mensuráveis de sucesso fodem todo produtor de conteúdo independente. Resolvi entrar num hiato e assim tô desde setembro do ano passado.


Muita coisa aconteceu de lá pra cá e a Nebu sempre esteve (e sempre estará) presente e muito viva, pois afinal ela nada mais é do que a minha expressão artística no mundo, seja através de roupas, quadros, apps, códigos, fotos, comida e qualquer coisa que eu toque na intenção de criar. E tem coisas que só consigo acreditar que eu fiz por conta dos registros. Meu corpo foi capaz de coisas incríveis nos últimos meses e só pude confirmar o quanto tem sido gostosa nossa relação nos últimos tempos. Tirar a necessidade de validação da internet nos meus processos criativos foi transformador! É óbvio que isso não deixou mais ou menos fácil passar por alguns processos, mas tornou mais leve, sabe?


Viajei bastante esses tempos, adquiri o hábito de pintar telas, troquei de profissão, comecei a aprender francês, casei e tô morando com Ela, passei a me exercitar muito mais, investi na minha saúde, tô comendo melhor, virei mãe de planta, voltei a me especializar em UX Design… e isso não é nem 1/3 das coisas que aconteceram desde o hiato até aqui.

Muitas dessas experiências exigiram força e bastante condicionamento físico, mental e espiritual. Tenho praticado muito o controle da respiração e algumas vezes é literalmente cortante a forma como o oxigênio passa pela corrente sanguínea e pelas fibras musculares. De fato, posso gritar em plenos pulmões: EU ME SINTO VIVA 🕊🥇


O cerne dessa experiência, que é me sentir viva, mora no desenvolvimento da intenção. Tava lendo ali que a atenção é o desenrolar da energia mental, é quando transformamos a vontade em movimento, em potência, em quociente positivo, já que antes tudo era pensamento e intenção.





Criei diversas teorias pra descobrir o que me movia a fazer a Nebu acontecer e cheguei em duas possíveis respostas: 1. eu gosto de me desafiar e 2. de certa forma, o ego me garante a vitória sendo cantada depois de concluir o desafio. É o simples: eu quero, eu posso, eu faço. Mas dessa vez eu fiz diferente: contemplei todas as partes das experiências e caminhos, afinal, o chegar lá é sobre o chegar, não sobre o lá.


Poderia gastar horas narrando todas as aventuras que vivi: os cavalos, os carros lerdos, os peixes domesticados, os bichinhos do rio subindo em todo meu corpo, os estresses e ilusões… Mas prefiro falar sobre como as pessoas que estão comigo nesses tempos confiam em mim e nas decisões que eu tenho que tomar, automaticamente. Eu sou uma boa resolvedora de questões, problemas e conflitos, já cheguei a achar que eu só encontro coisas que precisam de solução porque eu sou a pessoa certa pra resolver algumas delas.


O ponto central desse textão todo é: EU TÔ VIVONA, MAIS DO QUE NUNCA. Tô experimentando muita coisa do lado de cá, vou compartilhar com vocês (no meu tempo) parte do meu processo criativo das coisas que andei aprontando!

A arte é um respiro de vida em meio a todo caos que a gente vive, não devia ser mais um espaço pra frustração e validação alheia.


E se o Instagram não quiser entregar, tá tranquilo também. Vou usar esse espaço como um acervo de documentação do meu processo artístico de maneira geral. Quando tiver produto novo eu faço dancinha e challenge pra chegar até vocês, viu? 🤣


Com amor, Nebu 🍃

16 visualizações0 comentário